expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

[RESENHA] O garoto dos olhos azuis, de Raíza Varella

Esse livro foi meio que um achado. Sabe aquele livro que ninguém te indicou... Você só vê ele vagando por aí, acha a capa liiinda de morrer, e quando se dá conta, já está devorando? Então, foi esse livro.


Bárbara é linda, loira e bem-sucedida. Desde que assistiu a uma cerimônia de casamento pela primeira vez, ainda criança, seu sonho é apenas um: percorrer o tapete vermelho da igreja, vestida de noiva. Porém, contrariando todas as suas expectativas, ao ser abandonada no altar, a vida de Bárbara desmorona. Ela decide voltar à cidade natal e passa a viver com os irmãos e mais dois amigos. Todos homens. Com a ajuda de Vivian, uma espécie de Barbie Malibu, Bárbara tenta superar sua decepção amorosa recente e uma da adolescência, que volta com tudo à sua memória: o garoto dos olhos azuis. Será que o cavalo branco só passa uma vez? É isso que Bárbara vai descobrir com bom humor, jogo de cintura e uma pitada de neurose, em O Garoto dos Olhos Azuis.




Título: O garoto dos olhos azuis
Autor: Raíza Varella
Editora: Pandora
Pág. 375
Classificação: 8,0
Baixar em pdf: aqui.

Para começo de conversa, gostaria de ressaltar que a autora escreve muitíssimo bem. É uma autora nacional, e este é o seu primeiro livro. Já conquistou meu coração de leitora ♥ Certamente lerei os próximos livros que virão, porque sim, eu adoro um bom romance.

Barbara é uma garota linda, com um grande sonho de infância: percorrer o tapete vermelho. Durante a infância, ela passou por uma grande humilhação, e um garoto de olhos azuis salvou-a de tal embaraço, e desde então, conquistou seu coração. O problema é que ela nunca mais o encontrou, apesar dele nunca ter saído de dentro dela. A cada decepção amorosa que passava, ela se agarrava a ele, como o único ser perfeito do universo.

Sua avó sempre disse a ela: "Minha querida, o cavalo branco só passa uma vez. Tenha certeza de que quando ele passar, você irá agarrá-lo!". E assim, ela acreditou que havia encontrado o seu cavalo branco, quando foi pedida em casamento por um certo babaca que era seu noivo. Logo no início do livro, ela é deixada no altar da maneira mais assombrosa que pode acontecer a qualquer mulher. E assim, o mundo de cristal da Babi desmorona.

Ela vai embora de onde ela morava, e retorna a sua cidade natal, e busca consolo na sua família (uma família bem interessante e engraçada, a propósito). Mas logo recebe a proposta dos seus irmãos, para que ela vá morar com eles - dois irmãos e dois amigos deles. 4 homens e uma mulher na mesma casa. Ela até pode imaginar o chiqueiro que aquele lugar deveria ser.

Mas ela aceita, por falta de opções, e a sua surpresa é grande. Eles são muito agradáveis, e a a amizade deles é um ponto crucial para que ela se levante de vez. Ali também ela conhece a Vivian, que é um amor de pessoa, e a amizade delas me arrancou lágrimas dos olhos uma porção de vezes!

Nesse novo ambiente ela encontra uma amizade de verdade, e um grande amor, quando finalmente o cavalo branco passa em sua vida - agora pra ficar! O romance deles é mágico e envolvente. E por isso Babi consegue enfrentar uma porrada de coisas que acontecem na sua vida, e que não são moles para ninguém.

"-Como você sabe que não é passageiro, cara? - Ele ainda parecia ter dúvidas.
-Porque eu nunca senti por ninguém o que eu sinto por ela. Porque ela é única, é linda, é meiga, e extremamente chata como só ela conseguiria ser, porque ela é meu primeiro e ultimo pensamento do dia, porque seu cheiro me deixa louco e seu sorriso me desarma. Eu faria tudo por ela - olhei para a cama - Eu trocaria de lugar com ela se pudesse.
-Ela nunca vai acreditar em você - disse Augusto, parecendo triste. - Ela levou uma porrada boa da vida.
-Eu vou provar para ela - respondi determinado."

Eu não gostei da história no início. Para dizer a verdade, só fui me envolver de verdade, quando ela se mudou para a casa dos irmãos. Mas também quando me envolvi na história meu amigo, foi impossível parar até terminar a ultima página. Completamente viciante. Me deliciei em todas as páginas. Vibrei com cada emoção do livro. Senti tudo o que se passou junto com os personagens. Tenho certeza de que se você gosta de um bom romance, vai gostar :)

E se você gostou da resenha, não esquece de comentar aqui, ou dar um curtir no g+1, pra eu saber que você passou por aqui e gostou :) 

Sua opinião é importante pra mim ♥

Beeeeijos ;*

[RESENHA] Beleza Perdida, de Amy Harmon

Como mais uma das indicações da minha amiga Patricia, esse livro me surpreendeu. Ótima reflexão!

Ambrose Young é lindo — alto e musculoso, com cabelos que chegam aos ombros e olhos penetrantes. O tipo de beleza que poderia figurar na capa de um romance, e Fern Taylor saberia, pois devora esse tipo de livro desde os treze anos. Mas, por ele ser tão bonito, Fern nunca imaginou que poderia ter Ambrose… até tudo na vida dele mudar.
Beleza perdida é a história de uma cidadezinha onde cinco jovens vão para a guerra e apenas um retorna. É uma história sobre perdas — perda coletiva, perda individual, perda da beleza, perda de vidas, perda de identidade, mas também ganhos incalculáveis. É um conto sobre o amor inabalável de uma garota por um guerreiro ferido.
Este é um livro profundo e emocionante sobre a amizade que supera a tristeza, sobre o heroísmo que desafia as definições comuns, além de uma releitura moderna de A Bela e a Fera, que nos faz descobrir que há tanto beleza quanto ferocidade em todos nós.


Título:Beleza Perdida
Autor: Amy Armon
Editora: Verus
Pág. 233
Classificação: 9,0
Baixar em pdf: aqui.

  Este livro certamente foi um dos que mais me emocionou em todos os tempos. Os personagens me cativaram de uma maneira impressionante... Amei profundamente a Fern com seu jeito meigo e altruísta de querer o bem de todos acima de tudo. Amei e me surpreendi muito com o Ambrose, pois, no início do livro imaginei que ele era apenas um rostinho bonito no meio de mais uma história. Mas não. O Ambrose é sensível e pensador, ele sente intensamente, apenas tem medo de revelar seus sentimentos às pessoas. E o que dizer do Bailey? Alguém aqui conseguiu ler esse livro sem o amar?! Porque eu acho que é impossível.

  A história é acerca de 5 amigos muito ligados um ao outro. Ao sair do ensino médio, Ambrose queria que a sua vida tivesse algum sentido a mais, queria algo de verdade para lutar com unhas e dentes. E foi assim que ele convenceu os seus 4 amigos a se alistarem para servir o país no Iraque.

Todos eles vão, com a ambição de fazer algo importante, entretanto, apenas um retorna para casa (não é spoiler, está na própria sinopse). E além de ter perdido os seus melhores amigos na guerra, ele ainda tem que lidar com o fato que seu rosto foi totalmente detonado por estilhaços de guerra, no mesmo dia da morte de seus amigos. As cicatrizes são horríveis, e agora ele se odeia, e ninguém jamais irá amá-lo. Até mesmo Fern - a garota com quem ele começara a se corresponder pouco antes de ir para a guerra. Isto é o que o pobre Ambrose pensa.

Este livro fala sobre o amor e a beleza de uma maneira totalmente nova. Ele transforma pessoas que não são belas segundo a mídia em pessoas maravilhosamente lindas! Você passa a amá-las tanto, que percebe junto com os personagens o quanto a beleza é relativa. Uma pessoa linda pode se tornar feia pelas suas atitudes, e a recíproca também é verdadeira.

Ah, eu tenho que falar do Bailey. Não dá pra não falar dele. Meu personagem favorito, certamente ♥ Bailey descobriu que tem distrofia muscular aos 11 anos, e por isso agora precisa andar em uma cadeira de rodas. Você acha que só por isso ele é infeliz? Jamais! Bailey é a pessoa mais feliz que eu já vi. E ele não admite que ninguém seja infeliz perto dele. Ele tira sarro das próprias dificuldades, e não permite que ninguém sinta pena de si mesmo, nem ele de si próprio. É o melhor amigo da Fern. É alguém que eu adoraria conhecer.

Enfim, esse é um livro que vale muito a pena ler. Eu realmente o adorei! Leria mil vezes ♥

Baixe ele aqui na minha biblioteca virtual. 

Ainda não conhece minha biblioteca? Está cheia de livros em pdf pra você conferir!

Gostou da resenha? Então dá um g+1 aí embaixo pra eu saber que você passou por aqui e gostou :) 
Falando nisso, tem como comentar pelo facebook, viu? Aproveita e faça essa blogueira feliz com o seu comentário ♥

[CRÔNICAS] Aquela paz ...


Gabriela chorava copiosamente em seu quarto. Deitada sobre o travesseiro, ela desejava de todo o coração ter alguém para compartilhar seus pensamentos naquele momento. Ela pega o celular novamente, apenas para perceber que realmente não tem ninguém para ligar. Nenhum amigo sequer.

Ela não deveria estar triste, afinal. Nada de diferente ocorrera-lhe. Ela apenas estava sentada na sala de aula, hoje mais cedo, em uma dia completamente comum, quando olhou para os lados e percebeu que todos conversavam ali. Todos tinham um amigo chegado para conversar no intervalo, enquanto lanchavam. Alguem para te acompanhar quando precisa ir à biblioteca. Ao pensar nisso, ela se lembra de que é dia de renovar seus livros, e desce sozinha até lá. Há algo de inexplicável ocorredo na cabeça dessa jovem, para que ela se sinta assim tão de repente.

Agora ela esta ali, revivendo memórias passadas, e buscando entender a razão de não ser muito dada a ter amigos. O que ela tinha de diferente? Estava realmente sozinha?

Foi então que ela sentiu uma brisa suave passear-lhe os cabelos. Era uma sensação agradável, quase um carinho. Ela olhou com cara de interrogação para a janela, que estava fechada. Por onde entrou esse vento?

Certa vez sua avó lhe disse que o Senhor é como uma brisa suave que vem acalmar o seu dia tempestuoso. Definitavemente o dia de Gabi estava sendo tempestuoso. Uma tempestade de lagrimas. Ela sorriu ao pensar na ideia, pois jamais ouvira falar que Deus andava por ai fazendo visitas pessoais.

"Mas, e se Ele esteve aqui este tempo todo, e eu nunca percebi?"

Ora, Gabi estava mesmo tendo essa conversa consigo mesma? É pouco provável. Ela nunca foi dada a religiosidades. Não é agora que iria se render.

Apesar de achar aquele pensamento absurdo, Gabi começou a se lembrar das férias que passava com a sua avó. Desde pequena elas sempre foram apegadas. Ela adorava conversar com aquela velhinha. A sua velhinha.

Dona Luiza era uma senhora admirável. Ela transmitia paz por onde andasse. Bastava olhar para ela para que voce quisesse desfrutar mais de sua companhia. Gabi, como a primeira neta de dona Luiza, era pra lá de grudada na mulher. Esta a levava para passear na cidade, e até brincava no quintal com ela. Paciência não lhe faltava.

Todos os dias, ao irem deitar, elas liam juntas a bíblia. No início, Gabi apenas escutava, pois não sabia ler. Assim que aprendeu, fez questão de acompanhar todas leituras. Era o ponto alto do seu dia. Sempre que ela dormia com a avó tinha otimos sonhos.

Gabi logo sentiu um forte sentimento inundá-la. Era paz? A paz que ela sempre sentiu ao lado de sua avó? De onde foi que esse sentimento apareceu? Tinha até uma frase que a vovó sempre falava sobre a paz. Tinha a ver com um negócio de oração e tal. Aquele sentimento deixava Gabi confusa, pois, não queria que ele acabasse. Talvez, se ela descobrisse a origem daquela sensação de paz tão reconfortante, ela pudesse fazer algo para que permanecesse. Foi assim que quando se deu conta, ela estava com a bíblia em seu colo, procurando o versícullo favorito de sua avó. Não foi difícil de encontrar.

"Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus."

A garota encontrou este versículo lá no capítulo 4 de Filipenses. A sensação ao ler aquela passagem foi como se um véu se abrisse diante dos seus olhos. Como se simplesmente agora ela pudesse ver. Paz. Era essa paz que ela precisava desesperadamente. Era esta paz, que ela só encontraria no seu verdadeiro amigo.

Foi fácil ver que Gabriela não conseguiu mais se conter. As lágrimas rolavam dos seus olhos e inundavam todo o seu rosto. Mas agora, eram lágrimas diferentes. Eram lagrimas de quem consegue desvendar um grande segredo. Lágrimas de quem finalmente encontrou a felicidade. Ela tinha um amigo. Ela tinha alguém que se importava muito com ela. Quando viu, Gabi já havia lido todo o livro de Filipenses. Agora, ela corria os olhos com uma fúria contida, lendo com todo o seu calor, os Evangelhos -  como se aquelas palavras fossem tudo o que ela precisava na vida. E de fato, eram.

Ao terminar, as palavras simplesmente saiam da sua boca, como se tivessem uma passagem direta vinda do seu coração. Uma felicidade transbordava do seu peito, e agora ela sabia razão disso. Sabia que não iria nada embora. Ela podia ouvir a voz do seu amigo, transbordando em sua alma.

"Eu estive aqui este tempo todo, minha amada" ela ouvia, sentia essas palavras em seu coração. "Não aguentei ouvir o seu choro, a sua angústia, a sua solidão. Eu gritei de dor, ao ver o seu desespero. Eu clamei que você me ouvisse, e você me ouviu. Gostaria de expressar a você através de palavras, a felicidade que sinto ao ver que você entende isto que estou dizendo. Não sou mais uma parte desprezada dentro de você. Porque eu sempre preferi estar aqui, mesmo sendo ignorado, pois não conseguia desistir de você. Eu tinha esperança de que você iria amar. Eu sei que poderia dizer o quanto eu já te amei, quando me entreguei por você. Mas sabe quando você tem a sensação de que não preciso dizer, a sensação de que você simplesmente já sabe? Eu te amei, e não há prova maior do a cruz. Mas, eu quero falar sobre hoje, sobre nós, sobre o futuro. O futuro que eu tenho para nós. Eu posso te dar o mundo, minha amada. E darei. Mas o que meu coração clama, é que você simplesmente queira a mim, a minha companhia, sem saber o que posso lhe oferecer. Sem pensar que eu sou o dono do mundo. Apenas pensando que eu sou seu e você é minha. Apenas pensando no nosso amor. Muitas pessoas não entendem isso, sabe amada? Acham que este amor profundo e verdadeiro é destinado apenas aos casais apaixonados. Mas não é exatamente isto que nós somos? Você leu hoje, você é a minha noiva. E eu aguardo ansioso a sua chegada. Você não imagina o quanto eu a quero em meus braços. Por favor, entenda o meu amor por você. Ele vai muito além da paixão, e dos amores que você conhece. É um amor muito mais profundo. Eu criei o casamento, a família, para que vocês pudessem imaginar a dimensão do meu amor. Só sabendo como é o amor de um casal é que você tem ideia de uma pequena porção do que eu sinto por você. Eu te amo. Verdadeiramente, completamente, profundamente e eternamente."

Gabi soluçava e se banhava em lágrimas enquanto assentia com a cabeça. Ela sabia que tinha encontrado o que procurava, e que ainda que lhe custasse a vida, nunca mais se afastaria do seu amor.

------------------------------------ * * * ----------- ------------------------- * * * ---------------------- ------------------------

Então pessoal, essa é a primeira de algumas crônicas que pretendo trazer para vocês. Escrever se tornou uma necessidade quase urgente para mim. É a melhor maneira que encontro para expressar os meus pensamentos. Estou aberta às criticas construtivas, por isso, sintam-se a vontade para me dizer: O que acharam?

De Com Amor, Thais.

[ILUSTRAÇÕES] da série Once Upon a Time

Quem já conhece essa série incrível? Pra quem não conhece, realmente, fica a dica! Ela é ótima e totalmente viciante. São 5 temporadas de muito amor hahah

Ah, antes de dar gargalhadas para trás ao saber que o nome dela é Once Upon a Time (Era uma vez), fica tranquilo. É claro que está lá presente a branca de neve, o príncipe, chapeuzinho vermelho e toda a turma do "era uma vez". Mas acredite, é uma boa recontagem da história. Não tem nada a ver com aquela que você conhece.

Enfim, andei meio viciada nesse negócio de ilustrações. Todo blog que eu entrava via ilustrações reais das princesas da disney, ou ilustrações do tipo. Como essas já estão bem batidas, resolvi procurar umas diferentes para trazer a vocês. E foi assim que eu encontrei essas incríveis aqui.

Não é de encher os olhos de qualquer fã? ♥

Capitão Gancho

Rumplestylskin e Bella


Rainha má
Rumplestylskin e sr. Gold

Delegado
Ganchoooo
Regina


Chapeuzinho vermelho


Ainda acho que é a Regina


Pinóquio (me culpem, esqueci o nome dele)


Emma


Cora


Desculpem, mas não sei de quem se trata >.<





Rainha má e Branca de neve







Todos os personagens



Zelena




Bela e Rumplestylskin


Eu achei alguns maravi-lindos, outros bem fiéis à realidade, e outros bem nada a ver. Mas trouxe todos os que encontrei para vocês. Sei lá, fiquei meio encantada quando vi tantas imagens lindas hahah

Espero que tenham gostado ♥

Beijos, da Thais